BANCO DE QUESTÕES

Por Matéria


Arquivologia


Exercício Trecho enunciado da questão Ano Entidade promotora Visualizar
48268

De acordo com os princípios de acesso aos arquivos adotados pelo Conselho Internacional de Arquivos (CIA), julgue o item subsecutivo, relacionado à política de acesso aos documentos de arquivo.

Usuários não credenciados não têm o direito de apelar de diretiva de negação de acesso a documentos do arquivo público.
 

2015 CESPE-UNB
48267

De acordo com os princípios de acesso aos arquivos adotados pelo Conselho Internacional de Arquivos (CIA), julgue o item subsecutivo, relacionado à política de acesso aos documentos de arquivo.

A política geral de acesso da instituição arquivística constituirá a base da definição de restrições de acesso a documentos na ocasião da transferência. Em instituições arquivísticas públicas, o documento de transferência pode simplesmente afirmar que os documentos estão sujeitos à legislação arquivística ou a outra pertinente, que os documentos ficarão restritos por tempo determinado e, então, serão analisados para possível liberação, ou que estarão restritos por tempo limitado, após o qual, serão automaticamente liberados.
 

2015 CESPE-UNB
48266

De acordo com os princípios de acesso aos arquivos adotados pelo Conselho Internacional de Arquivos (CIA), julgue o item subsecutivo, relacionado à política de acesso aos documentos de arquivo.

Instituições custodiadoras de arquivos devem tornar pública a existência dos arquivos, até mesmo a de documentos fechados ao acesso, e divulgar a presença de restrições que afetam os arquivos.
 

2015 CESPE-UNB
48265

De acordo com os princípios de acesso aos arquivos adotados pelo Conselho Internacional de Arquivos (CIA), julgue o item subsecutivo, relacionado à política de acesso aos documentos de arquivo.

Para serem estipuladas as políticas de acesso aos documentos de arquivo, os princípios de gestão de risco podem ser aplicados ao processo de seleção: a proveniência dos documentos, o assunto do dossiê/processo e a data e o formato dos documentos podem indicar onde informações restritas poderão ser encontradas e definir se o exame detalhado dos documentos é necessário.
 

2015 CESPE-UNB
48264

Acerca dos documentos digitais e dos metadados, julgue o item subsequente.

São duas as formas de se gerarem documentos digitais (eletrônicos): diretamente, com o uso de um software ou sistema específico; ou por processo de digitalização. Em ambos os casos, a visualização dos documentos digitais independe do uso de softwares específicos ou de computadores.
 

2015 CESPE-UNB
48263

Acerca dos documentos digitais e dos metadados, julgue o item subsequente.

A ISO 23081-1 é uma norma relativa a metadados utilizada como referência no e-Arq Brasil (CONARQ).
 

2015 CESPE-UNB
48262

Acerca dos documentos digitais e dos metadados, julgue o item subsequente.

Apenas metadados de documentos digitais (eletrônicos) dependem do contexto administrativo, metadados de documentos tradicionais dependem de metadados que descrevam a função do contexto administrativo.
 

2015 CESPE-UNB
48261

Acerca dos documentos digitais e dos metadados, julgue o item subsequente.

Os metadados, que funcionam como indexadores e contextualizadores dos documentos capturados pelos sistemas gerenciadores, devem funcionar de forma independente do sistema, em formatos abertos e armazenados na própria estrutura dos depósitos digitais.
 

2015 CESPE-UNB
48260

Acerca dos documentos digitais e dos metadados, julgue o item subsequente.

A informação que descreve a estrutura dos dados e sua relação com outros dados é o metadado.
 

2015 CESPE-UNB
48259

Acerca dos documentos digitais e dos metadados, julgue o item subsequente.

Uma mensagem eletrônica (e-mail) pode ser aceita como prova jurídica em função da sua autenticidade. A autenticidade de um documento digital (eletrônico) está diretamente ligada ao nível dos procedimentos de segurança utilizados na concepção, na tramitação e no armazenamento do documento.

2015 CESPE-UNB
48258

No que se refere aos sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos (SIGADs), julgue os itens que se seguem.

O Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), por meio do e-Arq Brasil, afirma que a designação de responsabilidades, definida pela política arquivística, é um fator que promove o sucesso da gestão arquivística de documentos. Segundo o referido conselho, os agentes de um SIGAD, de acordo com a designação de responsabilidades, devem ser distribuídos entre as três seguintes categorias: usuários intermediários, profissionais da tecnologia da informação e direção.
 

2015 CESPE-UNB
48257

No que se refere aos sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos (SIGADs), julgue os itens que se seguem.

Em um SIGAD, a assinatura digital é uma modalidade de assinatura eletrônica, resultante de operações matemáticas que utilizam funções lineares, que permitem aferir a origem e a integridade do documento.
 

2015 CESPE-UNB
48256

No que se refere aos sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos (SIGADs), julgue os itens que se seguem.

Os usuários que acessam o SIGAD, ou agentes, estabelecem relações entre si, além de relacionarem-se com os eventos pelos quais tenham sido responsáveis: o de gestão e o de preservação.
 

2015 CESPE-UNB
48255

No que se refere aos sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos (SIGADs), julgue os itens que se seguem.

Em um SIGAD, a transferência e a tramitação são eventos de gestão obrigatórios para processo/dossiê e documentos, podendo o metadado do documento ser registrado com o número do lote de transferência apenas no evento transferência.
 

2015 CESPE-UNB
48254

No que se refere aos sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos (SIGADs), julgue os itens que se seguem.

No tratamento da documentação, o gerenciamento eletrônico de documentos (GED) difere do SIGAD: a documentação é organizada a partir de, no primeiro, uma política temporal e sempre de maneira orgânica; e, no segundo, uma política arquivística e de maneira compartimentada.

2015 CESPE-UNB
48253

Com relação às funções arquivísticas, julgue o próximo item.

A atividade de classificação de documentos de arquivo possibilita maior conhecimento a respeito da entidade produtora da documentação analisada.

2015 CESPE-UNB
48252

Com relação às funções arquivísticas, julgue o próximo item.

Na realização do tratamento arquivístico de um acervo, a avaliação e a classificação podem ser feitas ao mesmo tempo.
 

2015 CESPE-UNB
48251

Com relação às funções arquivísticas, julgue o próximo item.

A identificação de documentos por meio de instrumentos de pesquisa resulta da atividade de difusão.
 

2015 CESPE-UNB
48250

Com relação às funções arquivísticas, julgue o próximo item.

Preservar a qualidade do suporte da informação é atividade da função arquivística denominada preservação.
 

2015 CESPE-UNB
48249

Com relação às funções arquivísticas, julgue o próximo item.

A padronização de documentos é atividade da função arquivística no domínio da criação.
 

2015 CESPE-UNB
48248

A sinalética é um recurso de comunicação utilizado em documentos digitais.

 

2015 CESPE-UNB
48247

A transformação de documentos digitais em microfilme é uma técnica conhecida como reformatação, sendo utilizada com a finalidade de acesso ou preservação dos dados.

A transformação de documentos digitais em microfilme é uma técnica conhecida como reformatação, sendo utilizada com a finalidade de acesso ou preservação dos dados.
 

2015 CESPE-UNB
48246

A respeito de microfilmagem, julgue o próximo item.

Atualmente, a microfotografia, positiva ou negativa, é feita somente em meio digital.
 

2015 CESPE-UNB
48245

A respeito de microfilmagem, julgue o próximo item.

As direções arquivísticas das Américas, da Europa, da Ásia e da África apresentam duas opiniões quase inconciliáveis no que se refere à acessibilidade dos arquivos e à microfilmagem: os que são a favor de uma política restritiva e os que apoiam uma política liberal.
 

2015 CESPE-UNB
48244

Com relação à análise tipológica dos documentos de arquivo e dos documentos digitais, julgue o item a seguir.

De acordo com a análise tipológica, um documento tem uma denominação imutável, ligada à sua estrutura nas instâncias jurídico-burocratas.
 

2015 CESPE-UNB