BANCO DE QUESTÕES

Por Matéria


Ciências Sociais


Exercício Trecho enunciado da questão Ano Entidade promotora Visualizar
46560

O índice de sofisticação política serve para mensurar o conhecimento dos indivíduos sobre assuntos políticos e institucionais de maneira geral. O quadro abaixo traz os dados a respeito da opinião dos entrevistados sobre sua concordância com o Movimento de Unidade Nacional (MUN). O MUN é uma construção metodológica dos pesquisadores para obter dos entrevistados sua adesão ou não à idéia de uma liderança pessoal forte e capaz de se firmar fora da órbita partidária e institucional. Na qualidade de recurso metodológico, ele pode revelar tendências de maior ou menor predisposição democrática. O quadro abaixo expressa a relação entre a opinião dos entrevistados sobre o MUN e seu nível de sofisticação política.

Com base nas informações do quadro, assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46559

Julgue os itens subseqüentes, relativos às práticas de pesquisa de campo nas ciências sociais.

I -  Nas ciências sociais, o conhecimento depende de uma relação empírica com o ator social.

II -  A prática da pesquisa social mostra como dificilmente o objeto de pesquisa e sua interpretação podem ser modificados pela interação entre o pesquisador e o ator social.

III -  No âmbito da pesquisa social, os documentos são como importantes fontes de informação acerca de um dado problema sociológico. A análise desses documentos envolve a atividade de compreensão e interpretação por parte do pesquisador, de modo que se estabeleça o que efetivamente os documentos mostram acerca da realidade.

IV -  Como a pesquisa quantitativa está baseada em técnicas consolidadas, sob a garantia do instrumento matemático, ela interage fracamente com a pesquisa de orientação qualitativa, que se baseia em técnicas discursivas e dialógicas.

V -  A sofisticação das técnicas de pesquisa nas ciências sociais, por meio de novas tecnologias e software de processamento de dados, pode levar à produção cada vez mais objetiva de dados e informações, tornando desnecessária a vigilância teórica a respeito dessas técnicas e dos dados que elas produzem.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46558

Um objeto de pesquisa só pode ser definido e construído em função de uma problemática teórica que permita submeter a uma interrogação sistemática os aspectos da realidade colocados em relação entre si pela questão que lhes é formulada. O cientista social que recusa a construção controlada e consciente de seu distanciamento ao real e de sua ação sobre o real pode não só impor aos sujeitos determinadas questões que não fazem parte da experiência deles e deixar de formular as questões suscitadas por tal experiência, mas ainda formular-lhes, com toda a ingenuidade, as questões que ele próprio se formula a respeito deles, por uma confusão positivista entre as questões que se colocam objetivamente aos sujeitos e as questões que eles formulam de forma consciente. Sem dúvida, pode-se e deve-se coletar os mais irreais discursos, mas com a condição de ver neles, não a explicação do comportamento, mas um aspecto do comportamento a ser explicado.

Pierre Bourdieu; Jean-Claude Chamboredon; Jean-Claude Passeron. Ofício de sociólogo: metodologia da pesquisa na sociologia. 4.ª ed. Trad. Guilherme João de Freitas Teixeira. Petrópolis: Vozes, 2004.

Considerando os argumentos apresentados no texto com relação à construção do objeto de pesquisa nas ciências sociais, assinale a opção incorreta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46557

O coronelismo é sobretudo um compromisso, uma troca de proveitos entre o poder público, progressivamente fortalecido, e a decadente influência social dos chefes locais, notadamente dos senhores de terras.

Victor Nunes Leal, Coronelismo, enxada e voto: o município e o regime representativo no Brasil. São Paulo: Alfa-Ômega, 1978, p. 20.

De acordo com essa reflexão de Victor Nunes Leal, o conceito de coronelismo refere-se a

I -  um sistema político comandado pela Guarda Nacional brasileira.

II -  um sistema político com uma rede de relações entre chefes políticos municipais e o presidente da República, envolvendo compromissos recíprocos.

III -  um sistema político nacional baseado em barganhas entre os titulares do poder local (os coronéis) e os diferentes níveis de governo.

IV -  uma realidade local de estruturas oligárquicas e personalizadas de poder.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46556

O conjunto da obra de Florestan Fernandes caracteriza-se pela diversidade temática e metodológica. Considerando obras clássicas desse autor, julgue os itens a seguir.

I -  Florestan Fernandes estudou a sociedade tupinambá utilizando como fonte de investigação textos de cronistas do séculos XVI e XVII e, com base nesse material, o autor reconstruiu a organização social dos tupinambá de acordo com o método de interpretação funcionalista.

II -  Florestan Fernandes, após estudos sobre relações raciais, elaborou a obra A Integração do Negro à Sociedade de Classes, na qual o autor analisa aquilo que denominou “o dilema racial brasileiro”.

III -  Em A Revolução Burguesa no Brasil, Florestan Fernandes propõe-se analisar a formação e o desenvolvimento do capitalismo no Brasil como um “modelo autocrático-burguês de transformação capitalista” que resulta em uma forma específica de capitalismo denominado “capitalismo dependente”.

Assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46555

O estamento burocrático é árbitro da nação, das suas classes, regulando materialmente a economia, funcionando como proprietário da soberania. As demais estratificações sociais, classes ou estamentos, são por ele condicionadas, carecendo de valor simbólico próprio. Aquelas não logram organizar-se impulsionadas pela necessidade telúrica, existem como “simples imitação e prática administrativas”. Um sopro as deslocará, transformando-as em pó, sem que resistam ao seu império.

Raymundo Faoro. Os Donos do poder. Rio de JaneiroPorto Alegre-São Paulo: Globo, 1958, p. 262.

A partir das idéias do texto apresentado e das reflexões de Raymundo Faoro acerca desse assunto, assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46554

Entre os grandes intérpretes da vida política brasileira, Oliveira Vianna firmou-se como um dos mais relevantes. Segundo esse autor:

O problema fundamental de uma reforma política em nosso povo, fundada em bases realísticas — dizia eu em 1922 — será organizar um conjunto de instituições específicas, um sistema de freios e contrafreios, que — além dos fins essenciais a toda organização política – tenha por objeto: a) neutralizar a ação nociva das toxinas do espírito de clã do nosso organismo político administrativo; b) quando não seja possível neutralizá-las, reduzir ao mínimo sua influência e nocividade.

Oliveira Vianna. Instituições políticas brasileiras. MG-SP-RJ: Editora Itatiaia e Editoras da Universidade de São Paulo e da Universidade Federal Fluminense, 1987, p. 125.

Considerando as idéias do autor apresentadas no texto acima, é correto afirmar que ele defende

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46553

O Estado não é uma ampliação do círculo familiar e, ainda menos, uma integração de certos agrupamentos, de certas vontades particularistas, de que a família é o melhor exemplo. Não existe, entre o círculo familiar e o Estado, uma gradação, mas antes uma descontinuidade e até uma oposição. A indistinção fundamental entre as duas formas é prejuízo romântico que teve os seus adeptos mais entusiastas durante o século XIX. De acordo com esses doutrinadores, o Estado e as suas instituições descenderiam em linha reta, e por evolução simples, da família. A verdade, bem outra, é que pertencem a ordens diferentes em essência. Só pela transgressão da ordem doméstica e familiar é que nasce o Estado e que o simples indivíduo se faz cidadão, contribuinte, eleitor, elegível, recrutável e responsável, ante as leis da cidade. Há nesse fato um triunfo do geral sobre o particular, do intelectual sobre o material, do abstrato sobre o corpóreo e não uma depuração sucessiva, uma espiritualização de formas mais naturais e rudimentares, uma procissão das hipóstases, para falar como na filosofia alexandrina. A ordem familiar, em sua forma pura, é abolida por uma transcendência.

Sérgio Buarque de Holanda. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995, p. 141.

Com base no texto acima, assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46552

 Em Casa-Grande & Senzala, Gilberto Freyre oferece uma interpretação da formação da sociedade brasileira, destacando as características do patriarcado brasileiro e o processo de interpenetração de etnias e culturas. Nesse processo de formação, o português, o índio e o escravo de origem africana exerceram influências específicas. Considerando esse assunto e as idéias do autor citado, qual das opções abaixo apresenta duas características que não podem ser atribuídas ao colonizador português nesse processo de formação?

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46551

Frente à extrema desigualdade econômica que perdura na América Latina, suas metrópoles apresentam comunidades estigmatizadas situadas na base do sistema hierárquico, habitando bairros ou áreas periféricas. São locais conhecidos como áreas-problema, dado o seu índice elevado de desintegração social. As Ciências Sociais vêm analisando esse fenômeno por meio de teses e reflexões. Acerca desse assunto, assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46550

A União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) é uma articulação intergovernamental composta por 12 países sulamericanos. Os governos desses países estão diretamente envolvidos na formulação e na implantação da Integração das Infra-Estruturas Regionais Sul-Americanas (IIRSA), que compreenderá obras de grande escala, como usinas hidrelétricas, rodovias e portos, com o apoio financeiro e empresarial do Banco Interamericano de Desenvolvimento, a Corporação Andina de Fomento, o Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Rio da Prata, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e empresas de grande porte como Odebrecht, PETROBRAS, Andrade Gutiérrez, General Electric, América Latina Logística, entre outras. Mesmo diante de grandes investimentos financeiros, setores da sociedade civil alertam para a necessidade de incorporação de questões sociais e ambientais às agendas desenvolvimentistas dos governos nacionais. Ao que parece, a integração sul-americana não ocorrerá livre de tensões entre os setores econômicos do capitalismo global e os setores organizados da sociedade civil latino-americana. Com relação a tais reflexões sobre a integração sul-americana, assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46549

Estudos demográficos demonstraram as disparidades raciais quanto às probabilidades de superar o primeiro ano de vida e à esperança de vida ao nascer. As pesquisas sobre educação indicam que crianças nãobrancas completam menos anos de estudo do que as brancas, mesmo quando se consideram crianças da mesma origem social ou renda familiar per capita. As disparidades de acesso, permanência e finalização dos ensinos médio e superior são ainda mais acentuadas. A desigualdade educacional entre brancos e não-brancos irá se refletir posteriormente em padrões diferenciados de inserção desses grupos de cor na estrutura ocupacional. Pretos e pardos estão expostos a diversas práticas discriminatórias no mercado de trabalho. Esses padrões diferenciados de participação de grupos de cor no mercado de trabalho traduzem-se em uma valorização altamente desigual do trabalho desses grupos: a renda média do trabalho de pretos e pardos é pouco menos da metade da dos brancos.

Entrevista com Carlos Hasenbalg. In: Tempo Social, n.º 2, 2006, v. 18 , p. 259-286 (com adaptações).

A partir da análise do texto acima, qual das seguintes afirmativas apresenta uma conclusão correta a respeito do assunto abordado?

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46518

O Movimento Zapatista no México, assim como o MST no Brasil, tem articulado suas lutas internas contra a desigualdade e a exclusão social em relação à terra, à cultura e à política, com uma contestação mais ampla contra a nova ordem econômica global. Manuel Castells, entre os teóricos dos movimentos sociais, define três tipos de identidade coletiva: legitimadora; de resistência; e de projeto. A cada um desses tipos correspondem três tipos societários: sociedade civil; comunas ou comunidades de resistência; e sujeitos ou ator social coletivo da transformação social. Considerando-se esse assunto e a tipologia de Manuel Castells, é correto concluir que os movimentos citados atuam

I -  com demandas específicas em relação à terra, de resistência às desigualdades, e com um projeto de mudança.

II -  em um registro político marcado pela violência, distinto dos tipos identitários mencionados.

III -  exclusivamente em torno de uma identidade legitimadora no contexto de uma sociedade civil organizada.

IV -  como um partido político que só visa ao poder.

V -  por meio dos três tipos de identidade citados.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46517

As relações de gênero assumem formas diferentes em diferentes sociedades, períodos históricos, grupos étnicos, classes sociais e gerações. Não obstante, têm em comum a diferenciação entre homens e mulheres, apesar da imensa variabilidade social da natureza da diferença. Um aspecto muito comum é que a diferença de gêneros se associa à desigualdade de gênero, com homens exercendo poder sobre as mulheres — alguns afirmam que universalmente, outros que quase universalmente.

Sylvia Walby. Gênero. In: William Outhwaite e Tom Bottomore (Ed.). Dicionário do pensamento social do século XX. Trad. Eduardo Francisco Alves e Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1996, p. 332.

O termo sociológico utilizado para conceituar a desigualdade estrutural de gênero em nossa sociedade é

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46516

Com uma área total de 116.000 hectares, o Parque Nacional do Monte Roraima (PNMR) foi criado pelo presidente José Sarney por meio do Decreto n.º 97.887/1989. Seu território abrange uma área de floresta tropical do Escudo das Guianas, situada às margens setentrionais do cerrado do estado de Roraima, ao extremo norte da Amazônia brasileira, na fronteira com a Guiana e a Venezuela, situada integralmente dentro dos limites da Terra Indígena Raposa-Serra do Sol. Com um total de 1.678.800 hectares, a Raposa-Serra do Sol é uma área contínua, habitada pelos povos indígenas macuxi, wapichana, ingarikó, patamona e taurepang. Considerando a sobreposição entre unidades de conservação e terras indígenas na legislação brasileira, julgue os próximos itens, referentes à relação naturezasociedade.

I - Os biomas cerrado, amazônia, caatinga, pantanal, entre outros, são sistemas ecológicos influenciados pela ação humana, representada pelos diferentes grupos que neles vivem e que deles retiram seu sustento.

II -  A coexistência de diferentes grupos étnicos em territórios protegidos pelo Estado como áreas de conservação ambiental configura um empecilho para o manejo e conservação dessas áreas.

III -  A definição de parcelas do território brasileiro como áreas de proteção ambiental é uma imposição dos interesses do Estado nacional sobre as diferentes concepções e usos dessas mesmas áreas por parte de populações locais.

IV -  Os povos indígenas têm a obrigação de conservar as áreas onde vivem, protegidas que estão pelo Estado nacional, independentemente dos usos, costumes e tradições ancestrais.

V -  O fato de povos indígenas viverem em áreas de conservação próximas às áreas de fronteira impede o Estado nacional de legislar sobre seus territórios.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46515

Em Ciência Política, há consenso sobre as fontes políticoinstitucionais de corrupção, entre elas, a fragmentação partidária e a intervenção do Estado na economia. Considerando esse assunto, assinale a opção correspondente a uma fonte político-institucional de corrupção no Brasil.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46514

Uma das características do Brasil é a persistência de elevados níveis de desigualdade social ao longo de sua história recente. Essa desigualdade manifesta-se de várias formas e estrutura boa parte das relações sociais da população brasileira. Em decorrência, o tema da desigualdade social é bastante debatido nas ciências sociais no país. As teses a respeito são várias e controversas. Acerca desse tema, assinale a opção incorreta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46513

Nos anos recentes, a noção de exclusão social tem sido utilizada como um conceito teórico pelas ciências sociais e como uma categoria empírica pelos movimentos sociais e na gestão pública. Embora não haja consenso sobre o conceito de exclusão, há alguns aspectos freqüentemente lembrados a esse respeito: ruptura de laços sociais; precária inserção no mundo do trabalho e baixas condições de qualidade de vida; frágil incorporação dos direitos de cidadania. Considerando como válidos esses aspectos, é correto afirmar que haverá exclusão social quando houver

I -  relações de conflito em uma sociedade.

II -  trabalho infantil.

III -  trabalho para todos, mas com remuneração diferenciada.

IV -  falta de saneamento básico em algumas comunidades.

V -  baixo índice de eleitoras mulheres.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46512

Émile Durkheim e Marcel Mauss figuram entre grandes expoentes da sociologia francesa. Ambos contribuíram para a elaboração de noções como “representações individuais” e “representações coletivas”. Em uma de suas formulações clássicas, a noção de representações coletivas — em oposição à de representações individuais — é definida como as maneiras de agir e pensar, consagradas pela tradição e impostas pela sociedade aos indivíduos. Considerando essa definição, assinale a opção correta.

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46511

Karl Marx foi profundamente influenciado pela tendência historicista do pensamento social alemão. De acordo com essa tendência, a existência social é um processo, cada período histórico e cada estrutura social são únicos e devem ser entendidos por meio de leis que valem somente para eles. Marx, em seus estudos sobre a dinâmica capitalista, rompe a seu modo com esse postulado por meio de algumas formulações oriundas de suas reflexões sobre o tema, das quais se originaram algumas teses. Considerando as reflexões de Marx acerca desse tema, julgue os itens a seguir.

I -  Marx rejeitou a interpretação predominantemente idealista do historicismo no que tange ao conteúdo do processo social, afirmando que os acontecimentos decisivos se dão no âmbito das relações sociais, e não na esfera da evolução das idéias.

II -  Marx considerava o capitalismo apenas como um sistema econômico, sem considerar seus efeitos sobre fenômenos tais como a ciência e a tecnologia.

III -  Marx se preocupou em explicar o desenvolvimento de um sistema econômico que combina os seguintes atributos: concentração dos meios de produção nas mãos de um pequeno segmento da população; realização do trabalho por uma massa de trabalhadores livres; incessante inovação técnica do sistema de produção; ganho ilimitado como objetivo da ação econômica.

IV -  Para Marx, o fator econômico está na origem da posição de classe, embora não seja para ele o motivo decisivo para a ação. A conhecida afirmação de que “a religião é o ópio do povo” deixa claro que a ação tomaria rumo diferente se não existisse o “ópio”.

V -  A ação social, segundo Marx, guia-se exclusivamente pelo interesse de classe, não havendo possibilidade de que esta seja influenciada por crenças e visões de mundo, isto é, por ideologias.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46510

A noção de campo desenvolvida por Pierre Bourdieu propõe-se a resolver um dilema teórico. Até então, para explicar os produtos culturais — arte, literatura, religião, ideologia —, escolhia-se entre duas vias exclusivas: o estruturalismo e o marxismo. Em síntese, isso significava o confronto entre duas tradições, em que se privilegiavam os produtos dotados de coerência interna, subtraindo-se os determinantes externos, ou então, caracterizavam-se tais produtos pelas funções sociais que eles exerciam, notadamente as funções ideológicas de justificação dos interesses das classes dominantes. Segundo esse autor, a noção de campo

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46509

As categorias de poder e dominação são centrais na sociologia de Max Weber. O autor construiu três tipos puros de dominação explicitando os fundamentos que tornam legítima a autoridade ou justificam a dominação de cada tipo, válidos em diferentes contextos históricos. Segundo esse autor, com relação à dominação legal racional, qual das afirmativas subseqüentes é correta?

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46508

O conceito de democracia sofreu mudanças desde a sua concepção original, que correspondia a “um poder que vem do povo, exercido pelo povo e para o povo”. No século XX, as teorias de democracia atribuíram significados diversos ao conceito. Entre os autores que se notabilizaram nesse debate, inclui-se Robert Dahl, que introduziu o conceito de poliarquia. Para esse autor, poliarquia significa

I -  um regime político caracterizado pela ausência de competição.

II -  um regime em que há competição entre elites restritas.

III -  uma democracia de alto grau de competição e de participação.

IV -  uma democracia com a competição de múltiplas elites.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46507

No início dos anos 80 do século passado, a teoria interpretativa passou a influenciar decisivamente o que as ciências sociais compreendem por cultura. Surgiram teorias interpretativas da cultura que apontam para a necessidade de se analisar a cultura como estruturas de significação ou códigos estabelecidos, assim como sua base social. Acerca dessa proposta das teorias interpretativas da cultura, julgue os itens subseqüentes.

I -  A cultura desenvolveu-se de forma lenta, contínua e consecutivamente ao desenvolvimento do equipamento biológico do homem.

II -  O surgimento da cultura foi um acontecimento súbito que promoveu um salto da natureza para a humanidade.

III -  O conceito de cultura é essencialmente semiótico, isto é, o homem é um animal amarrado a teias de significados que ele mesmo teceu.

IV -  As estruturas conceituais complexas dos grupos sociais estudados correspondem ao conceito de cultura dos antropólogos interpretativistas.

V -  A cultura é um fenômeno particular porque existe nas consciências individuais.

Estão certos apenas os itens

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
46506

Quando desempenho meus deveres de irmão, de esposo ou de cidadão, quando me desincumbo de encargos que contraí, pratico deveres que estão definidos fora de mim e de meus atos, no direito e nos costumes. Mesmo estando de acordo com sentimentos que me são próprios, sentindo-lhes interiormente a realidade, esta não deixa de ser objetiva; pois não fui eu quem os criou, mas recebi-os por meio da educação. Assim, também o devoto, ao nascer, encontra prontas as crenças e as práticas da vida religiosa; o sistema de sinais de que me sirvo para exprimir pensamentos; o sistema de moedas que emprego para pagar dívidas; os instrumentos de crédito que utilizo nas relações comerciais; as práticas seguidas na profissão etc., etc., funcionam independentemente do uso que delas faço. Tais afirmações podem ser estendidas a cada um dos membros de que é composta uma sociedade, tomados uns após outros. Estamos, pois, diante de maneiras de agir, de pensar e de sentir que apresentam a propriedade marcante de existir fora das consciências individuais. Esses tipos de conduta ou de pensamento não são apenas exteriores ao indivíduo, são também dotados de um poder imperativo e coercitivo, em virtude do qual se lhe impõem, quer queira, quer não.

Émile Durkheim. As regras do método sociológico. José Albertino Rodrigues (Org.). Trad. Laura Natal Rodrigues. Rio de Janeiro: Companhia Editora Nacional, 1984, p. 1-2 (com adaptações).

No segmento de texto acima, Durkheim trata, sobretudo,

2008 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira